28 de maio de 2016

Prazer, eu sou o ballet

  Eu sou clássico, sou belo
  Sou leve, sou clichê
  As vezes sou amor, as vezes sou a dor
  Muitos não sabem disso, por isso que te digo
  Sou paixão por trás da perfeição

  Sou arte, sou cultura
  Sou um sonho encantado
  Por isso que até hoje sou compartilhado

  Talvez isso pareça confuso pra você
  Mas só os que me amam vão entender

  Ao contrário do que pensam, não sou chato não
  Sou incrível e nada previsível

  Em um simples plié, percorro o mundo inteiro
  Muito prazer, eu sou o ballet

   * poema de minha autoria 




Minhas Redes sociais
Canal no YouTube – CLIQUE AQUI
Página do Facebook – CLIQUE AQUI
Instagram - @samara.131



COMENTE PELO BLOG!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *